quarta-feira, 16 de maio de 2018

Por Rodrigo Barchi - A culpa não é de Paulo Freire

Artigo publicado no jornal Cruzeiro do Sul da cidade de Sorocaba SP, onde Rodrigo Barchi faz uma defesa radical do legado de Paulo Freire.

#PRATIQUE Leitura

A noção absurda de que a culpa pela falta de qualidade e pelo sucateamento da educação pública brasileira é devido à influência exercida pelo pensamento do educador brasileiro Paulo Freire (1921-1997) se tornou amplamente divulgada por setores mais conservadores e reacionários da sociedade, especialmente através das redes sociais. As acusações mais notórias são de que Paulo Freire buscava, a partir de seus escritos, transformar a educação brasileira e mundial em uma lavagem cerebral de cunho marxista nas escolas, que faria das crianças e adolescentes uma horda de revolucionários comunistas, ateus, promotores da destruição da família tradicional e cristã.

Divulga-se, equivocadamente, a noção na qual antes da influência de Paulo Freire, ocorria uma situação de plenitude social, política e econômica. Esse débil sofisma, inclusive, se dissemina entre alguns profissionais da educação, saudosos de uma fictícia bem sucedida escola disciplinar, mas cuja violência contra as crianças não permitia o livre pensar e o exercício de autonomia, além de seu caráter elitista, excludente e hierarquizante.

É necessário não somente uma contundente refutação contra essas calúnias, mas também esclarecer, de forma enfática e radical, que longe de ser culpado pela interminável crise da educação brasileira, e da frágil condição dos educadores e educadoras do Brasil, o pensamento de Paulo Freire esteve muito longe de ter sido implantado como política pública de educação no país. Muito menos como uma "doutrinação ideológica".

Não é porque a sua imagem foi amplamente divulgada e popularizada pelos documentos oficiais dos Ministérios da Educação e do Meio Ambiente durante os governos Lula e Dilma, e alguns trechos de sua obra foram utilizados na elaboração desse material, que o pensamento freireano foi posto em prática ou implantado em larga escala por todas as secretarias estaduais e municipais, assim como pelas unidades de ensino.

Os artigos ou vídeos de detratores e pseudocelebridades de internet estão muito longe de conhecer o universo da educação, não sendo capazes, realmente, de entender como as perspectivas freireanas intervêm ou não na construção das políticas públicas estaduais e municipais. Sobre isso, os sérios diagnósticos e a análises realizados pelo esforço sério de colegas pesquisadores e entidades científicas em educação, muitas e muitos dos quais já realizam esse trabalho há décadas, não indicam de modo algum as aberrações que citei no começo desse texto.

Paulo Freire não pode ser culpado pela falta, desde a criação dos primeiros departamentos nacionais de educação no século 19, de políticas públicas de formação de qualidade de profissionais em educação; pelos escassos e agora congelados recursos dados à educação, à ciência e à tecnologia; pelo constante uso da educação em negociatas escusas e corruptas, como nos casos de desvio de verba de merenda, de superfaturamento em compra de materiais escolares e pelos lobbies nefastos exercidos por mecenas, que veem a educação unicamente como negócio, e não como dimensão imanente à formação humana.

Se estivéssemos, em larga escala, promovendo uma educação que levasse em consideração os saberes dos discentes e docentes na construção dos currículos escolares, que promovesse o diálogo e as diferenças, que alfabetizasse e esclarecesse as diversas possibilidades de entender o mundo, que diminuísse as mazelas sociais e ambientais, e que construísse sociedades mais justas, solidárias, tolerantes e criativas, talvez Paulo Freire pudesse ter "culpa" em algo. Quem dera, se ele a tivesse...

O professor Rodrigo Barchi é doutor em Educação pela Unicamp, Mestre em Educação pela Uniso, especialista em Educação Ambiental pela EESC-US - rodrigo.barchi@uniso.br

quarta-feira, 25 de abril de 2018

Por Lilian Pedroso - Terapeuta ThetaHealing

Quando nos conectamos com nossa verdadeira essência, percebemos que ela não é complicada quanto nossa mente faz parecer.

#PRATIQUE ThetaHealing

E, quando nos damos conta disso, tudo se torna mais claro. Mais leve. Mais mágico.
Porque passamos a entender que tudo está acontecendo exatamente da maneira como tem que ocorrer.
Tudo tem ciclos.
Tudo começa pra um dia terminar. Acontece pra te transformar.
Te fazer crescer. Evoluir. Ser.
Não tenha medo de ouvir a voz que vem de dentro de você. Que pede pra que você se transforme. Que urge pra que você evolua. Que implora pra que você descubra.
Essa voz não vem só de você. Ela vem de um todo. Ela vem do que há de mais sagrado.
Ela vem da sua conexão consigo mesmo e com o mundo.

Por isso, perceba que você não tem razão pra achar que está só. Ou que você não pode ser feliz.

Julgamento das outras pessoas sempre vão existir e isso fala mais sobre elas. (não se apegue a isso, tenha compaixão por elas).

Você é um ser de luz que tem a opção de fazer o que quiser com a vida em que se encontra.
Você pode escolher uma das mil áreas de estudo pra se aprofundar e se especializar.
Você pode conhecer lugares maravilhosos e sagrados que te ajudem a se encontrar.
Você tem a chance de ver milhares de pessoas e perceber quantas vidas e problemas existem além dos que você acha que tem. E quantas bênçãos você tem às quais não se atenta também?
Não é tão incrível como a vida pode ser múltipla, como você?
Não é maravilhoso que você encontre um pouco da sua essência por cada lugar pelo qual passa?
Não é precioso que, em uma só vida, tenhamos a chance de conhecer tanto do que existe do lado de fora, e perceber que não é tão diferente com o nosso lado de dentro?


Ótimo dia ☀️

Lilian Pedroso
Terapia ThetaHealing - Agende sua Sessão 
Av. Mário Campolim, 335. Campolim - Sorocaba SP.
CLIQUE PARA VER O MAPA

terça-feira, 3 de outubro de 2017

Música para treinar

A música completa a emoção da nossa mente

#PRATIQUE a mente e o corpo

A música abaixo, traz paz, concentração e nos conduz a um treino focado.

segunda-feira, 26 de junho de 2017

ARACNO GAME

Parabéns, você está correto!

Órgãos pouco calibrosos, os ureteres têm menos de 6 mm de diâmetro e 25 a 30 cm de comprimento. O uréter ou ureter é um tubo que faz parte das vias urinárias e que liga a pelve do rim à bexiga. A sua função é propelir a urina do rim até à bexiga.
Os órgãos urinários compreendem os rins, que produzem a urina, os ureteres ou ductos, que transportam a urina para a bexiga, onde fica retida por algum tempo, e a uretra, através da qual é expelida do corpo.
Os rins realizam o trabalho principal do sistema urinário, com as outras partes do sistema atuando, principalmente, como vias de passagem e áreas de armazenamento. Com a filtração do sangue e a formação da urina, os rins contribuem para a homeostasia dos líquidos do corpo de várias maneiras.

(DEIXE SEU COMENTÁRIO NA POSTAGEM PRA MOSTRAR QUE VOCÊ CHEGOU ATÉ AQUI)

Aperte START para a próxima etapa do jogo, se você não conhece o ARACNO GAME clique em INICIAR. 


quarta-feira, 31 de maio de 2017

Em 20 anos, o Brasil diminuiu pela metade o número de fumantes

Tratamento com remédios é opção eficaz e mais barato do que continuar fumando

#PRATIQUE Saúde

Muitos tentam parar sozinhos e acabam se frustrando porque não conseguem. Tanto é verdade, que se fosse fácil largar o cigarro fosse fácil, o Brasil não teria hoje 18 milhões de fumantes.
Só que hoje existe tratamento para isso – um tratamento com remédios que dura 3 meses e pode sair mais barato que o dinheiro gasto com cigarro nesse mesmo período. "O tratamento não é caro. Caro é fumar. Um fumante que fuma, em média, um maço por dia, gasta de R$ 1 mil a R$ 2 mil com cigarro em 3 meses. Os 3 meses de tratamento custam no total R$ 1 mil, em média", diz a cardiologista Jaqueline Issa, diretora do programa de tratamento do tabagismo do Incor, em São Paulo. Veja a entrevista que Jaqueline Issa deu ao G1.

Largar de fumar é uma luta em que você é o vencedor
Boas dicas. Livre-se de todos os cigarros, isqueiros, cinzeiros e tudo que lembre fumar. Se mantenha ativo! Caminhar ou praticar esportes ou um hobbie ajuda o tempo a passar e diminui a necessidade de cigarro. Evite situações em que a vontade de fumar é grande. A principal ameaça é a ansiedade, portanto é importante não substituir o cigarro por balas, doces e outras comidas, pois engordar excessivamente será um dos problemas.
Escolha atividades, encontre pessoas. Existem casos que para aliviar os sintomas da abstinência pessoas procuraram cursos e até faculdades que ocupassem a cabeça. Escolha ficar sem o cigarro e sua vida vai mudar.
Baixe esse folheto que mostra o que acontece com seu corpo após largar de fumar

E lembre-se de procurar uma academia de Kung Fu na sua cidade.



quarta-feira, 8 de janeiro de 2014

KUNG FU - Seu significado vai muito além


O termo Kung Fu vai muito além de trabalho duro, vai ao encontro de nosso interior

#PRATIQUE Kung Fu


Segundo o dialeto Cantonês, uma coloquial designação para Arte Marcial é KUNG FU, termo que a partir da década de 70 tornou-se mundialmente conhecido.
Mas o significado de KUNG FU é muito mais antigo. O ideograma "Kung" pode ser traduzido como "consumação ou realização de uma façanha em certos campos de atividade".
O carácter "Kung", segundo interpretações tradicionais, tem origem no esquadro do carpinteiro. Descobriu-se que certas peças, que existiam antes do período Shang, podem ter sido excelentes protótipos para o ideograma "Kung".
Já como substantivo, o carácter "Kung" pode ser traduzido como trabalho, já como adjetivo pode significar habilidoso.
Uma pessoa que transmite seus conhecimentos de Arte Marcial para outros, tornando-se eficiente nessa missão, alcançou um grau de "Kung". Se esta pessoa alcançar um nível ainda mais elevado, adquirindo uma reputação de excelência tanto na sua arte como para si, então seu grau será de "Kung Go", que significa "Alto Grau de Kung".

O ideograma "FU" literalmente significa "Homem maduro ou marido", pois esse sinal advém da figura de um homem com uma presilha para prender os seus longos cabelos. Segundo as tradições chinesas, nós no cabelo e presilhas indicavam maturidade, elevada posição social ou um artista marcial com caráter heroico.

Unidos, "Kung" e "Fu", representam uma pessoa com "Mo Tak", ou seja, princípios morais altamente elevados, combinados com habilidades em artes marciais. Esta pessoa usa arte para auxiliar os necessitados de maneira cavalheiresca e humilde em todas as necessidades da vida.
O termo "Kung Fu" também se traduz como "tempo e esforço desprendido em uma atividade", ou também, "grau de perfeição alcançado em qualquer área de atuação", ou mesmo, "conhecimento profundo de um assunto".

Poucas são as civilizações do mundo que deram tanto valor à sua Arte Marcial como o povo chinês, relacionando esta arte com conhecimentos filosóficos, místicos e medicinais de sua cultura. Estes conhecimentos estão no mundo a mais de 5 mil anos, basta nós conciliarmos às nossas vidas.

"Conhecimento dá poder, mas só o caráter garante respeito. A confiança nasce do conhecimento." Bruce Lee

quinta-feira, 24 de outubro de 2013

Aprender é uma arte

Esteja sempre disposto a aprender

#PRATIQUE o aprendizado

“A primeira etapa no aprendizado é aceitar, obedecer. Um dos maiores erros do iniciante é julgar os ensinamentos precipitadamente. No entanto, aceitar passivamente tudo o que é ensinado. A Segunda etapa do aprendizado é fundamental. Analisar os dados para ver se aquilo que é ensinado é válido ou não. É através deste processo que o praticante irá desenvolver sua opinião própria e estar apto para alcançar a sua própria forma. A terceira etapa do aprendizado é a que o praticante vai se libertar desse conhecimento adquirido para ter o seu próprio. É a liberdade de expressão que caracteriza aquele que domina sua arte”.